quinta-feira, 13 de março de 2008

Marie vai com as outras


Foto: Divulgação

Acabei de fazer minha inscrição para ver Marie Ruckie, célebre diretora do Studio Berçot, que vem ao Brasil mais uma vez por intermédio da Escola São Paulo, de Isabella Prata. Ano passado, fui a um dos encontros, no Iguatemi, e ouvi Marie falar sobre o papel da imprensa de moda e um pouquinho sobre a moda brasileira. Francesa, com alta milhagem, Marie sabe muito das coisas e não poupa ninguém - disse, entre outras coisas, que tudo na moda já foi criado, então, é preciso pesquisar e muito para surpreender nos detalhes, como andam fazendo, by the way, os maiores criadores da atualidade: Balenciaga, Prada, Marc Jacobs. A pesquisa vai nos tecidos, na estrutura da roupa, no corte, já que não existem mais peças para serem inventadas. Marie também ficou chocada com os preços altos da moda brasileira (se ela checar as etiquetas do nosso inverno, com vestidos na casa dos R$ 5 mil, vai ter um choque, provavelmente!) - achou que o melhor custo/benefício estava nas Lojas Marisas, aquelas conhecidas por muitos como depósito de lingerie e camisola (na época, o Chic fez uma matéria sobre isso, com o divertido título deste post). Neste ano, pretendo ir aos cinco encontros, que vão debater, entre outras coisas, a moda como linguagem do nosso tempo e as novas carreiras do mundinho fashion. As cinco palestras custam R$ 300, mas há opção de ir a apenas uma, por R$ 70. Quem quer e pode se aprofundar, deve ficar com os workshops. Confesso que adoraria fazê-los também, mas o preço, para mim, não deu: R$ 2 900.

Um comentário:

maria karolina disse...

2.900 paus? gente! =(